ANÁLISE DA MÚSICA: SINÔNIMOS - CHITÃOZINHO E XORORÓ/ ZÉ RAMALHO/ CLÁUDIO NOAM


Por: Djane Assunção - @mestre_djane | Escrito em Nov de 2014/ Atualizado em Mar de 2019

*Esta análise também está na forma de vídeo postado no youtube | http://bit.ly/2Hdwjd0

Primeiramente, é preciso dizer que a letra de Sinônimos é trabalho de um cantor, compositor e jornalista pernambucano chamado Cláudio Noam, que em parceria com César Augusto e Paulo Sérgio deram vida a canção.

Antes de virar um grande sucesso na voz da dupla paranaense Chitãozinho e Xororó e do paraibano Zé Ramalho, a música tinha sido feita exclusivamente para a dupla Goiana Zezé Di Camargo e Luciano, como conta Cláudio Noam em entrevista ao programa FlixTVEntretenimento.


A canção se tornou a segunda faixa do álbum Aqui o Sistema é Bruto, lançado em 2004 por Chitãozinho e Xororó com participação especial do Zé Ramalho.

De maneira geral, acredito que Sinônimos está falando de questões ligadas ao amor, especificamente a um relacionamento entre dois amantes. Traz a mensagem de que a palavra amor só pode ser definida com precisão por aqueles que já se debruçaram nas aventuras desse sentimento.

Quanto o tempo o coração leva pra saber, que o sinônimo de amar é sofrer

Relações amorosas são as conexões mais fortes que unem as pessoas, porque mesmo que se desfaçam na superficialidade dos seus egoísmos, simplesmente não podem ser suprimidas facilmente das suas mentes. Amar é um dos sentimentos mais puros da existência, e ainda que as artes, em geral o romantizem, na vida real a coisa é um pouco mais complexa.

A verdade é que o amor também causa dor, prejuízo mesmo. Ao ponto de só o entendermos de verdade quando choramos por ele. Quando caímos em prantos apenas por alguma palavra mal pronunciada ou uma discussão que faz com que algumas madrugadas beirem a eternidade. A questão então seria: quanto o tempo o coração leva pra saber disso?

Quando a música fala que o sinônimo de amar é sofrer, está dizendo que o sofrimento é parte do preço que se paga por gostar demasiadamente de uma pessoa, isto é, quando o indivíduo se encontra envolvido em um relacionamento onde existe a entrega devocional ao sentimento.

Observação - Na análise que fiz da música Altar Particular de Maria Gadú eu abordo de maneira mais aprofundada essa questão.

No aroma de amores pode haver espinhos

Aqui, subjetivamente a letra da música traz a simbologia da Rosa, a flor que brota da roseira, um arbusto da família das Rosaceae.

Isso fica subtendido porque as Rosas são flores divinamente belas, delicadas e com um aroma encantador, mas que possuem “espinhos” que podem machucar. Com isso, a letra da música quer dizer que ao se tratar das relações humanas, há sempre a possibilidade que em algum momento aparecerão obstáculos (espinhos), que poderão testar as bases do sentimento amoroso, romper com o suave aroma da paixão.

Vale ressaltar que a Rosa é a flor de maior simbolismo na cultura ocidental, comumente associada a ideia de romantismo. Por exemplo, a Rosa é uma flor consagrada a muitas deusas da mitologia, atuando como símbolo de Afrodite e de Vênus (deusa grega e romana do amor). Já o cristianismo adotou a Rosa como o símbolo de Maria, a mãe de Jesus Cristo. [1]

Curiosidade - As rosas não possuem espinhos como a maioria das pessoas imagina. As rosas possuem acúleos, que são uma prolongação da epiderme da planta e não possuem qualquer conexão com o sistema vascular do caule, e quando retirados não causam dano grave a planta. Já os espinhos verdadeiros são pontiagudações do caule para proteger a planta, uma vez retirados causam danos ao vegetal e no lugar é possível notar um resquício de seiva circulante. Os acúleos são facilmente notados principalmente nas Rosas. [2]

É como ter mulheres e milhões e ser sozinho. Na solidão de casa, descansar. O sentido da vida, encontrar. Quem pode dizer aonde a felicidade está?

Aqui, basicamente o trecho diz que quando se ama alguém intensamente, e por algum motivo (espinho/obstáculo), não se poder estar ao lado dessa pessoa, ou mesmo, não se tem uma reciprocidade para com o sentimento, amar pode ser algo extremamente angustiante. Tal condição é de uma solidão que tortura qualquer indivíduo nesse estado.

Na analogia que a letra da música traz, é como se um indivíduo tivesse milhares de mulheres dispostas a se relacionar com ele, no entanto, ele só deseja a atenção daquela que faz bater forte o seu coração, que o faz crer na promessa de felicidade, de uma vida tranquila e com a realização de objetivos comuns. Ou seja, o sentido da vida, encontrar. Prosseguindo na analogia, é como ser extremamente rico, mas não ter com quem compartilhar de forma sincera os devaneios e prazeres que a vida mortal proporciona.


O amor é feito de paixões e quando perde a razão, não sabe quem vai machucar

Viver a procura de momentos felizes é o que move a esperança das pessoas. O amor-perfeito (coisa que simplesmente não existe, assim como não existe felicidade plena, e sim momentos de felicidade) tornou-se mitificado como sendo alcançar o feliz que as pessoas tanto buscam.

Todavia, é preciso ter em mente que no exercício do amor, haverá momentos em que aquele que ama se sente inatingível, como se o sentimento que ferve em seu sangue fosse capaz de ultrapassar os limites da sua própria realidade. Da mesma forma, existirão momentos confusos, na qual o mundo parece desabar sobre as cabeças atormentadas.

Quem ama nunca sente medo, de contar os seus segredos. Sinônimo de amor é amar

O sentimento de amor só pode ser verdadeiro quando há compromisso e sinceridade na relação. Quando se opta por entregar o coração a outro alguém, se perde o medo e a vergonha para encarar as adversidades.

Falar de amor é basicamente navegar em um oceano de clichês, não há como fugir disso. Mas o mais incrível, é que mesmo assim, é quase impossível o definir sem realmente sentir as diversas emoções que ele proporciona.

Quem revelará o mistério que tem a fé

Ter fé significa crer em algo, ter firmeza na execução de uma promessa ou de um compromisso. A fé faz as pessoas acreditarem que qualquer mudança é possível se o indivíduo possuir enorme força de vontade. Mas quem pode explicar o sentimento de fé? Isso vai de acordo com as características de cada indivíduo. Assim como o amor, a fé é um sentimento extremamente complexo e enigmático.

Se ter fé é confiar e querer conquistar, esperar que o amor vá trazer felicidade guia as pessoas para caminharem em prol da conquista de uma vida que faça sentido. No caso da letra da música, na busca por equilíbrio e bem-estar.

E quantos segredos traz o coração de uma mulher

Amor e fé são sentimentos de extrema complexidade, palavras que não possuem uma definição absoluta. São sentimentos que variam de acordo com a personalidade e contexto específico de quem os sentem. Poeticamente, uma coisa tão complexa quanto amor e fé, é o coração de uma mulher, cercado pelos mistérios que são unicamente pertencentes à alma feminina.

Pra ajudar a entender esse trecho, é legal observar como o cantor e compositor Zé Ramalho descreve a alma feminina em uma frase da canção Entre a Serpente e a Estrela, que futuramente terá sua própria análise aqui no Abstracionando Pensamentos. [3]

“Há um brilho de faca, onde o amor vier, e ninguém tem o mapa da alma da mulher”.

Como é triste a tristeza mendigando um sorriso

Aqui, o compositor novamente traz a questão de o amor ser sinônimo de sofrimento. Quem ama tem o desejo de estar sempre perto do seu amado ou amada, e a letra quer mostrar isso fazendo uso do sentimento para demostrar o próprio sentimento (como é triste a tristeza).

Sendo mais objetivo, não se pode enganar um coração que está sofrendo de amor através de sorrisos falsos. Não adianta àquele que se encontra triste implorar por um momento de felicidade se ele está com sua alma propensa a um único estado emocional. Sorrisos ou abraços forçados não sanam a dor de um coração triste.

Assim como a felicidade, a tristeza está sempre presente no nosso cotidiano e em muitas vezes até com um alto grau de frequência. Isso acontece porque no caminho em busca do equilíbrio supracitado, estão às decepções de não o conseguir e é aí que entram em cena os momentos tristes.

Um cego procurando a luz na imensidão do paraíso

Nesse trecho se aplica o mesmo princípio atribuído ao anterior, o que muda é a analogia utilizada. Em síntese, ninguém consegue estar e paz consigo se internamente existir algum conflito de sentimentos. O amor faz isso, proporciona esse tipo de situação, obviamente, desde que por algum motivo o indivíduo não esteja satisfeito com o seu relacionamento.

Um cego pode estar presente no mais lindo dos lugares (no paraíso), porém, sem a visão (luz) não poderá usufruir visualmente do ambiente.

Quem tem amor na vida, tem sorte. Quem na fraqueza sabe ser bem mais forte

Independentemente da situação que o amor proporciona, é um sentimento essencial à vida das pessoas. O relacionamento entre um casal é de fundamental importância para a construção moral e a maturidade de um indivíduo.

Mas é importante saber lidar com as dificuldades, momentos de angústia e sofrimento que poderão decair sobre o relacionamento. Esses momentos são os quais as pessoas costumam se sentirem fracas e vulneráveis. No entanto, devem buscar encontrar um porto seguro pensando nos objetivos de vida que construíram junto ao ser amado. É na dor, na fraqueza que o ser humano aprende. Só conhecemos verdadeiramente o que amar alguém quando choramos em seu nome.

Como citar esse artigo: SILVA, João Djane Assunção da. ANÁLISE DA MÚSICA: SINÔNIMOS - CHITÃOZINHO E XORORÓ/ ZÉ RAMALHO/ CLÁUDIO NOAM. Abstracionando Pensamentos. João Pessoa, 2014. Disponível em: http://bit.ly/2TwEwyL Acesso em: (dia), de (mês). (ano).

Referências:

3 comentários:

  1. Música linda! Hoje há muitos intérpretes e gravações,mas, a de Zé Ramalho ( meu conterrâneo) , Chitãozinho e Xororó são insuperáveis!

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.