TRABALHO EDUCOMUNICATIVO É FINALISTA DE PRÊMIO DA CNBB

Por: Djane Assunção - @mestre_djane

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB anunciou na quarta-feira (13) a lista de finalistas de cada categoria dos seus Prêmios de Comunicação da edição 2018. Entre os finalistas da categoria “Microfone de Prata”, que reúne os melhores programas jornalísticos radiofônicos, está o audiodocumentário “Um pé de coaçú - meu lugar é minha história”, produção do comunicólogo e educomunicador Djane Assunção.

A obra educomunicativa nasceu a partir do Trabalho de Conclusão de Curso que Djane apresentou durante o bacharelado em Comunicação Social com linha de formação em Educomunicação da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG. O objetivo do trabalho foi explorar a potencialidade dos atores sociais da comunidade rural do Sítio Coaçú, Solonópole/CE em lidar com a linguagem sonora, os levando a compreenderem as possibilidades do uso das novas tecnologias digitais para o empoderamento e expressão popular, além de promover um resgate histórico e sociocultural dos aspectos que caracterizam a localidade interiorana.

Hoje, aluno de mestrado do Programa de Pós de Graduação em Educação da Universidade Federal da Paraíba - UFPB, Djane falou sobre a importância da indicação para o prêmio.

“Em primeiro lugar é um reconhecimento das ações desenvolvidas durante o curso de Comunicação Social/Educomunicação da UFCG, pois toda a produção parte de uma perspectiva educomunicativa, isto é, uma proposta baseada na alfabetização midiática e no empoderamento popular da comunidade através das Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação - TDICs. Também é uma valorização do meu esforço como pesquisador e como produtor independente de conteúdos norteados pela relação jornalismo/educomunicação. No mestrado de Educação da UFPB meu objeto de estudo é o audiodocumentário numa perspectiva educativa, e esta premiação mostra que estou a cada dia no caminho certo, tanto no sentido da contribuição sociocultural proporcionada pelas pesquisas, como o de me permitir ser uma referência nos estudos sobre este produto midiático. Por fim, o mais importante desta indicação é poder voltar à comunidade do Sítio Coaçú e falar para as crianças, jovens e adultos que o nosso trabalho está sendo escutado por todo o país, isto realmente não tem preço”.

Sobre o prêmio

O “Microfone de Prata” tem como objetivo principal incentivar e apoiar a produção e a qualidade de programas radiofônicos não apenas religiosos e evangelizadores, mas também de promoção humana. O prêmio foi criado como forma de reconhecer a criatividade e o bom gosto dos profissionais das emissoras comprometidas com os fundamentos da missão da CNBB em comunicar.

Além do audiodocumentário estão concorrendo ao prêmio as matérias “No rastro da Baleia Azul”, de Isabela Zumba Mascarenhas Senra Gaspar, e “A culpa é do estuprador”, dos jornalistas Rodrigo Resende, Larissa Bortoni e Maurício de Santi.

Seleção dos finalistas

Após o encerramento das inscrições, a organização enviou os trabalhos para cinco grupos de especialistas de quatro universidades e um grupo da Rede Católica de Rádio - RCR que se ocuparam dessa fase de análise das candidaturas. Os trabalhos de Rádio ficaram sob a responsabilidade da análise dos profissionais da RCR e a seleção foi em seguida encaminhada aos bispos.

Após outra etapa de análise os bispos escolheram os ganhadores de todas as categorias que serão conhecidos na noite de entrega dos prêmios no dia 20 de julho de 2018, nos estúdios da TV Aparecida, em Aparecida (SP), durante o 6º Encontro Nacional da Pascom.

Júri popular

Além da premiação concedida pela análise dos especialistas e bispos, este ano, a CNBB também vai premiar com Menções Honrosas um dos finalistas de cada categoria que ganharem a simpatia dos internautas por meio de uma votação simbolizada pelas curtidas, likes e reações feitas em postagens no Facebook e no Instagram. A votação popular foi lançada na sexta-feira (15) e terminará no dia 30 de junho, as 23h59.

Vote curtindo, reagindo e dando like na postagem referente ao audiodocumentário “Um pé de coaçú - meu lugar é minha história” feita nas redes sociais da CNBB:


No Facebook: http://bit.ly/2JSPN43

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.