Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2016

ESCORPIANA

Imagem
Por mais que se tente, não há linguagem que possa definir verdadeiramente uma mulher, menos ainda, fórmula mágica para chegar até o seu coração. Ser mulher é morar em um território que não admite padrões, que despreza o óbvio. Nascer mulher é uma bênção, tornar-se mulher, um desafio.
[...]
A vida nunca é fácil para quem desde muito cedo está acostumada a ser adulta, carregar a missão de ser fortaleza para àqueles que ama. Mas não se engane, ela nunca deixou de ser uma mocinha, apenas escolheu não mais chorar. Aprendeu a conviver com a dor e se tornar dona de si. É o tipo de pessoa que não tem medo de desafios, pelo contrário, os abraça como quem sabe que não nasceu para esperar a morte.
Nela está a certeza de que não há caminho curto, que não existe perfeição nas coisas mortais. E não é fazer uso de clichês, é apenas afirmar com a certeza de quem está ciente que o fim de algum problema é sempre o início de outro. Ela carrega em suas curvas a essência de uma harmonia entre a devassidão e…

O ESPÍRITO DOS NATAIS PASSADOS

Imagem
Para algumas pessoas, assim como eu, o natal é uma data que nunca representou muita coisa. Às vezes é pelo fato de não ser uma pessoa muito religiosa, ou mesmo, porque não é todo mundo que tem dinheiro para comprar presentes em um mês [como o de dezembro] que respira isso de uma maneira irritante.
Quando se vem de uma família acostumada a passar datas comemorativas distante um do outro, o natal é apenas um dia para descansar e ouvir algumas discografias a mais.
São pouquíssimas coisas que me marcaram quando se trata de Natal. Só me vêm à mente aquele filme “Um Herói de Brinquedo” com o Arnold Scharzenegger, mais um dos patrimônios culturais da sessão da tarde. Lembro também que num desses natais perdidos eu contava as horas para assistir “Esqueceram de Mim” com o meu pai. É um daqueles com o Macaulay Culkin e que passava à noite na Record.
Lembro também que é uma época em que sempre estou com problemas emocionais provocados por relacionamentos confusos. Mas isso até que já se tornou norm…