SONHAR COM ELA


Por: Djane Assunção - @mestre_djane

Por que será que eu praticamente nunca sonho com ela? Sou do tipo de pessoa que costuma sonhar todos os dias, cada vez que adormece, não importa onde. Mas por mais que eu reze para ela antes de dormir, ainda que eu deseje imensamente vê-la sob meus diversos papéis de Deus, sua presença resiste em fugir dos meus mais íntimos universos. Nas raras vezes que acontece, sou capaz de libertar meu subconsciente a partir de um mundo feito para nós, um mundo somente meu e dela, ainda que inacabado, concebido para vivermos na mais perfeita sintonia.

Passo o dia com ela no meu cotidiano. Acordo e penso como seria levantar devagarinho, tirando suavemente seu braço de cima do meu peito. Com calma, sereno para manter intacto o seu sono. Penso na ideia de ter que urinar sem fazer barulho na água do vaso para não a acordar. Parece ridículo, mas eu imagino sempre esse tipo de coisa.

Quatro horas e vinte e seis minutos. Estava dormindo e de repente acordei completamente atordoado. Não fui capaz de recordar com que estava sonhando, mas a partir do momento que me percebi no mundo real, preenchido por lapsos de memórias, senti a sua presença ao meu lado. Sorrindo calorosamente como se dissesse com os gestos da face que estava me protegendo.

Em parte, parece tranquilizador, me faz se sentir vivo. Contudo, minutos após, é inevitável fugir das depressões, aquelas que perduram até a última gota diária de realidade. Vou ver suas fotos, reler conversas, lembrar do seu cheiro. É triste saber que ela está tão perto fisicamente, porém se apresenta ao mesmo tempo tão distante. Na maioria das vezes me conformo com a ideia de que essa presença dela que atua sobre mim, nas noites que recrio minhas conturbadas reencarnações, me sustenta, resgata o mais puro sentimento de amor por ela.

Tudo é amor. Tudo é carência. É dor. Ás vezes sinto que estamos perdendo um tempo precioso, crendo na esperança de compartilhar uma vida que deveria ir muito além de desejos. Uma que merece ser construída com a certeza de que mesmo que minha mente insista e não a pôr nos meus sonhos, saberei que assim que eu abri os olhos, ela estará comigo, real como a certeza de que sou completamente apaixonado pela sua ausência.

Música sugerida para este texto: Lágrimas e chuva – Heróis da Resistência

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.