Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

CEM METROS SUICIDAS

Imagem
Por: Djane Assunção - @mestre_djane
Os pés estavam sujos, foram molhados quando a motocicleta passou velozmente sobre as poças de lama que permaneciam pelo trecho da rua que não possuía pavimentação asfáltica. Caía uma fina garoa que banhava o visor do capacete e dificultava a visão. Era noite de verão, fazia muito calor e o céu estava indicando que iria brevemente descarregar uma maior e densa precipitação atmosférica.
Estava quase chegando ao seu destino, faltavam apenas cerca de uns cem metros. Bastava dobrar atentamente a curva para a esquerda e seguir continuamente seu caminho pela via direita da faixa amarela pontilhada. Mais uma acelerada pela reta e poderia finalmente lavar os pés e ter o prazer de sujar novamente o espírito de sensações falsas, mas necessárias.
Aquela era uma rua muito conhecida, que de tantas vezes que passou por lá, a mente reconhecia detalhadamente mudanças que possivelmente eram realizadas no local. Como de costume estava vazia e escura. Os números das casas…