Postagens

Mostrando postagens de 2016

ESCORPIANA

Imagem
Por mais que se tente, não há linguagem que possa definir verdadeiramente uma mulher, menos ainda, fórmula mágica para chegar até o seu coração. Ser mulher é morar em um território que não admite padrões, que despreza o óbvio. Nascer mulher é uma bênção, tornar-se mulher, um desafio.
[...]
A vida nunca é fácil para quem desde muito cedo está acostumada a ser adulta, carregar a missão de ser fortaleza para àqueles que ama. Mas não se engane, ela nunca deixou de ser uma mocinha, apenas escolheu não mais chorar. Aprendeu a conviver com a dor e se tornar dona de si. É o tipo de pessoa que não tem medo de desafios, pelo contrário, os abraça como quem sabe que não nasceu para esperar a morte.
Nela está a certeza de que não há caminho curto, que não existe perfeição nas coisas mortais. E não é fazer uso de clichês, é apenas afirmar com a certeza de quem está ciente que o fim de algum problema é sempre o início de outro. Ela carrega em suas curvas a essência de uma harmonia entre a devassidão e…

O ESPÍRITO DOS NATAIS PASSADOS

Imagem
Para algumas pessoas, assim como eu, o natal é uma data que nunca representou muita coisa. Às vezes é pelo fato de não ser uma pessoa muito religiosa, ou mesmo, porque não é todo mundo que tem dinheiro para comprar presentes em um mês [como o de dezembro] que respira isso de uma maneira irritante.
Quando se vem de uma família acostumada a passar datas comemorativas distante um do outro, o natal é apenas um dia para descansar e ouvir algumas discografias a mais.
São pouquíssimas coisas que me marcaram quando se trata de Natal. Só me vêm à mente aquele filme “Um Herói de Brinquedo” com o Arnold Scharzenegger, mais um dos patrimônios culturais da sessão da tarde. Lembro também que num desses natais perdidos eu contava as horas para assistir “Esqueceram de Mim” com o meu pai. É um daqueles com o Macaulay Culkin e que passava à noite na Record.
Lembro também que é uma época em que sempre estou com problemas emocionais provocados por relacionamentos confusos. Mas isso até que já se tornou norm…

DEIXEI DE TE AMAR

Imagem
Pela insônia que me consome todas as madrugadas. Sempre juntando os pecados movidos pelo teu desprezo; Por ter que encarar diariamente os olhos inchados diante o espelho manchado; Pela ausência do teu corpo sob minhas mãos;
Não somente pelos desejos que você me priva ter. Aqueles que sou obrigado a resgatar em um passado em que você, sequer existiu; Não é só pelos álbuns do Cazuza que não consigo parar de ouvir; É também pelos sonhos mortos nos dias chuvosos e frios;
Não te amo mais por me fazer ter inveja das pessoas. Por enxergar em toda esquina o que jamais pudemos ser; Te deixei por estar me tornando fantoche do destino; Voltando a ser o cara que um dia eu quis matar;
Deixei de te amar por estar esquecendo de viver; Você traz à tona o meu pior modelo de homem; Teu desinteresse vira estimulante para o meu sarcasmo; Teu medo consolo para o meu suicídio;
Me deixe morrer em paz ao menos uma vez! Não amo mais você.

CRUZADA

Imagem
Manter uma vida organizada é uma tarefa que requer muita dedicação e disciplina. Adequar horários para se alimentar, para construir cercas, passear com o cãozinho, visitar os tios, ir ao culto.... Para isso, algumas pessoas carregam agendas, uns pregam quadros negros na parede, outros preferem ser reféns dos lembretes de celular. Ainda assim, são poucos os que conseguem realmente limpar a página de ontem dos seus guias e suportes materiais. 
Ter uma vida regrada, já é por si só, uma tarefa complicadíssima. Imagine então ser disciplinada e, além disso, conseguir se manter emocionalmente estável. Toda manhã eu vou dormir acreditando que isso é praticamente impossível! 
É trabalhoso estar lúcida, sem usar nenhum entorpecente, e ao mesmo tempo conviver com a incapacidade de ser emocionalmente racional. Como criar uma rotina quando se é do tipo de pessoa que passa a madrugada vendo televisão, mas sempre tão agoniada com algum sentimento, que não consegue dizer, sete horas mais tarde, qual o …

EU MATEI UM ANJO

Imagem
Ele tinha olhos grandes, cintura fininha e cabelos negros. A sua face arredondada era tão suave quanto deveriam ser as nuvens de onde ele caiu. Queda que o fez criar morada no meu peito. Nos apaixonamos, mas ele insistia em voltar pro céu e queria me levar junto. 
Era um anjo feito de sonhos, talvez enviado pra me dar esperança. Eu nunca fui de confiar muito em Deus, então não seria coincidência ele cair justamente no meu quintal. 
Era meu anjo e o matei. Cortei suas belas asas e as transformei em troféu. As mesmas asas que por vezes me convidaram para perto de Deus, pra fazer morada nos céus. Eu até pensei em largar tudo e ir com o anjo, mas isso significava negar o pecador que aprendi a gostar de ser. 
O matei porque precisava. Porque ele queria me tornar um anjo também. Eu tive medo de ser anjo, de abdicar de ser humano. Ao seu lado eu estava caminhando para um estado de anedonia.
Eu sei que amava esse anjo, mas o matei. Enterrei seus restos no meu coração. O que acontece com a alma de…

AINDA AMO VOCÊ

Imagem
Pela maneira que me olha como se não existissem dores no mundo. Pela energia inexplicável que percorre meu corpo quando toca meus lábios com a mão. Pelo desejo de construir uma vida ao seu lado. Pelo companheirismo nas horas em que o único caminho é o desespero.
Não é só pelos grandes e lindos olhos, fotogênicos e que brilham quando te pego sonhando nosso futuro. Não é apenas por você ser a única a conhecer meu caos, mesmo quando tento fingir para o mundo que tudo anda bem. Não é apenas por arrancar meu eu mais sincero pro seu colo. Tão pouco seria, somente, pelo sexo que não nos cabe.
Você completa a parte de mim que deseja paz. Que imagina um Deus feito mais de esperança do que de promessas. Resgata o prazer em ser humano, feio, pobre, mas vivo. Traz à tona a minha vontade de ser pai, de ser exemplo, herói para ao menos um coração.
Ainda te amo por acreditar, que antes de mais nada, você também ainda me ama. Mesmo que eu não mereça esse sentimento nem por um segundo sequer.

PAGO OS MEUS PECADOS POR TER ACREDITADO QUE SÓ SE VIVE UMA VEZ

Imagem
Quando nos apaixonamos por uma pessoa, facilmente nos tornamos seres acomodados com a ideia de liberdade. O sentimento de ser importante para alguém embriaga nossa mente de satisfação (mas talvez seja só solidão). Torna-nos seres sensíveis capazes de transformar palavras supérfluas em poéticas sinestesias (acreditando que só se vive uma vez).
Mas e se a essência da paixão não passar de uma ilusão? Uma mera tentativa de enganar aquilo que mais tememos? O medo do vazio e do esquecimento (medo de ser mais uma das janelas sem luz. O que não é nada de anormal).
Sabe, chega determinado momento da vida que precisamos definir o que verdadeiramente levaremos para a morte (não apenas aceitar um viver em vão, fingindo que tudo não foi mal). Antes de mais nada, é necessário valorizar-se! Entregar-se apenas ao desejo de viver, e não às vontades do orgulho. Paixões vem e vão, mas a vida é única (sem tempo para ficar contando pecados).
A maior beleza que podemos adquirir é manter perto as pessoas que n…

DESGESSINGERIANDO: REALIDADE VIRTUAL - ENGENHEIROS DO HAWAII

Imagem
“Realidade Virtual” é a 12º e última faixa do álbum “Filmes de Guerra, Canções de Amor”, lançado no ano de 1993 pelos Engenheiros do Hawaii. Foi o sétimo e último álbum a ser gravado pela formação clássica da banda: Humberto Gessinger, Augusto Licks e Carlos Maltz.
É preciso fé cega e pé atrás
Para muitas pessoas, o sentimento de fé em determinada religião é tão intenso que se torna irracional. Adotam para si uma crença e aceitam seus dogmas sem haver questionamentos, mesmo que entrem em choque com a razão e a lógica (fé cega). Esses mesmos indivíduos são tão fiéis aos dogmas que os norteiam, que passam a ignorar qualquer outro tipo de conhecimento que discorde do que professa sua fé (pé atrás).
Obs. 01: Pé atrás -  expressão que significa desconfiar, não ter confiança em alguém ou alguma situação que possa acontecer.
Olho vivo, faro fino e… tanto faz…
Muitas pessoas criam uma realidade baseada em determinada crença, a sobrepondo como verdade ao que realmente é de fato. Uma fé que pode ser…

TERRAS PERDIDAS, PRECIPÍCIOS

Imagem
O que te faz realmente se sentir vivo? Parece uma pergunta idiota, cercada de velhos clichês e tão redundante em discursos que se torna supérflua, chata como meia hora de aula sobre roteiro técnico para audiovisual. Assumindo a chatice como parte do que me tornei nas três últimas semanas, e impulsionado por uma rotina diária de insônias, eu insisto: o que te faz realmente se sentir vivo? 
Diariamente, como um ser humano inconstante, completamente cabível a julgamentos, me faço essa pergunta em todas as madrugadas que não consigo enxergar um caminho para o futuro. Na maioria das vezes chego a uma conclusão que dura apenas até o momento em que entro no banheiro e me olho no espelho enquanto escovo os dentes.
Outras vezes, me materializo através das decepções amorosas, da saudade de casa, como se toda vez que me questionasse sobre o assunto eu fosse transportado para a música Ritual do Cazuza. Ora, “pra que sonhar? A vida é tão desconhecida e mágica, que dorme às vezes do teu lado, calada.…

SÓ ÁGUA NA GELADEIRA E EU TENTANDO SALVAR O MUNDO

Imagem
Todo dia eu traço exatamente o mesmo caminho. Fazendo uma rota que pouco se alterna durante a caminhada, a não ser quando o instinto enxerga ao longe, depois das esquinas, além das roupas coloridas, como se tomasse o lugar de guia, se tornando mais eficiente do que os incansáveis olhos fundos. 
Toda rotina é estressante (tratando-se de onde moro, também negativamente emocionante), isso é inegável. Não há ser humano que suporte o peso da mesmice! Ter que levantar da cama sabendo que a melhor coisa que restará ao fim do dia é poder dizer que tem um sonho. Mas será que realmente sonhar é suficiente para dar sentido a uma vida? 
Quem está longe de sua casa sabe o que é levar uma vida inteira buscando um caminho que dê a algum lugar. Um motivo para se tornar, no mínimo, uma pessoa normal. Morar longe de casa às vezes se torna uma eternidade que se mostra cada dia mais sufocante. Os anos passam, os sonhos acumulam e a realidade continua uma nau à deriva em um oceano medieval. 
Vivo com medo da…

AMOR SEM ETC.

Imagem
Conviver com a ideia de amar uma pessoa, é antes de mais nada, um exercício de paciência. Não me refiro a amar a mãe, o pai, ou mesmo um outro indivíduo da família, isso também é, mas sim ao fato de sentir seu corpo se desmanchar de humanidade por outro alguém quem em algum momento lhe foi apenas um estranho. 
Pense em uma mesma música cantada por intérpretes diferentes. A letra, a sonoridade e o ritmo pode até serem os mesmos, porém a maneira de lidar com a canção, a paixão que envolve cada forma de cantar, jamais será igual. Da mesma maneira são os relacionamentos. Em determinados momentos, cada parte envolvida poderá enxergar o amor de uma maneira singular. Haverá momentos confusos, na qual o mundo parece desabar sobre as cabeças atormentadas. Da mesma forma, existem os momentos em que as pessoas se tornam inatingíveis, como se o sentimento que ferve em seu sangue fosse capaz de ultrapassar os limites da sua própria realidade.
[...] 
Ela deixou de me ligar. Não era mais possível ouvi-…

EXTRAINDO SIGNIFICADOS: FÁTIMA - RENATO RUSSO/CAPITAL INICIAL

Imagem
“Fátima” é uma canção que tem sua letra composta pelo músico Renato Russo, fundador da Legião Urbana, uma das bandas mais influentes no cenário do rock brasileiro. A música foi escrita na época em que Renato ainda participava do Aborto Elétrico, banda que esteve ativa entre 1978 e dezembro de 1981.
A música também foi posteriormente regravada pelo Capital Inicial, banda que teve sua origem quando Renato Russo deixou o Aborto Elétrico, que foi extinto e os integrantes que permaneceram deram início ao novo projeto. O Capital Inicial também se firmou como uma das bandas mais importantes para o rock nacional.
“Fátima” é a sexta faixa do lado B do primeiro álbum de estúdio do Capital Inicial. A música foi gravada em 1986 no álbum que leva o mesmo nome da banda.
No geral, creio que “Fátima” é antes de tudo uma crítica social, uma avaliação feita acerca das relações humanas e da indiferença do homem perante ao mundo. A música traz discussões acerca de política e questões ligadas à religião, pri…