DESGESSINGERIANDO: PRA SER SINCERO - ENGENHEIROS DO HAWAII


“Pra Ser Sincero” é uma canção de 1990, mais precisamente, a faixa de número 05 do quarto álbum de estúdio denominado de “O Papa é Pop”, da banda gaúcha Engenheiros do Hawaii. 

De maneira geral, creio que a música esteja falando de duas pessoas que já tiveram algum vínculo amoroso no passado. E depois de um longo tempo longe um do outro, seguindo o rumo das suas vidas, esses indivíduos voltam a se encontrar para tentarem pôr em ordem algo que se mostra inacabado.

Pra ser sincero não espero de você, mais do que educação. Beijo sem paixão, crime sem castigo. Aperto de mãos, apenas bons amigos

No passado, esse casal possivelmente tinha um relacionamento, e por conta de um ato errado cometido pelo eu lírico (que vamos considerar que seja um homem falando para uma mulher), eles terminaram o seu romance de forma desarmoniosa. Agora frente a frente novamente, ele está dizendo que compreende as atitudes dela, está ciente da posição atual em que os dois estão. Não cria expectativas que ela o perdoe, simplesmente ele espera que ela o trate como um velho amigo, apenas um beijo no rosto e um aperto de mão.

Por que ele fala crime sem castigo?

Como eu já falei, é possível que o homem tenha cometido uma ação grave que culminou no fim do relacionamento deles no passado. Depois de analisar a situação cheguei à conclusão que o tal erro (crime) que esse homem cometeu foi trair essa mulher!

Obs. 01: O adultério ainda era considerado crime com pena prevista por lei, na época que a canção foi lançada (a canção que é de 1990).

Obs. 02: O Código Penal brasileiro de 1940, classificava o adultério como um crime, punindo os adúlteros com até 6 (seis) meses de reclusão. Apenas em 2005, com a promulgação de Lei 11.106, que alterou diversos artigos do Código Penal de 1940, o adultério deixou de ser considerado um crime.

Já sabemos que o adultério era crime, mas então por que especificamente ele cita o trecho “crime sem castigo”?

Simples, ele espera que ela o trate com educação justamente pelo fato de entender que ela sente raiva dele. Na época do caso, ela supostamente apenas o abandonou (ou vice-e-versa) e os dois seguiram suas vidas. O “crime” ficou sem castigo. Nesse sentido, fica claro que ele quer encerrar esse assunto, mas que ela seja educada, e entenda com frieza e maturidade a situação atual. De certa forma, ele sente muita culpa pelo ocorrido e quer por um fim definitivo nessa história.

Obs. 03: Curiosidade - O adultério configurava dano social e, pelo artigo 240 do Código Penal de 1940, era considerado crime. Esse artigo do código penal foi revogado, uma vez que o adultério não configura dano social. A falta de amor não consiste em ilícito, pois amor é sentimento e não dever ou direito. Na sua ausência existem outras formas de separação judicial e divórcio. Resumidamente, adultério não é crime, mas, o cônjuge que trai deve ter consciência da dimensão dos problemas que daí possa decorrer.

Pra ser sincero não espero que você minta!

Nessa parte da letra, o eu lírico está falando que não espera que ela possa fingir que não sente um sentimento de ódio para com ele. Ele sabe das consequências que resultaram suas ações.

Não se sinta capaz de enganar quem não engana a si mesmo

Ela não precisa sentir-se na obrigação de fingir nada. E sabe por quê? Porque no fundo ele sabe que esse caso não acabado ainda mexe com o sentimento dela. Que ela também não superou o que aconteceu com eles. Ela pode até odiá-lo pelo que ele fez, mas não tem como mentir para sim mesma quanto ao fato de não ter esquecido ele completamente.

Nós dois temos os mesmos defeitos sabemos tudo a nosso respeito

Os mesmos defeitos que eles possuem se refere ao fato de que, mesmo depois de muito tempo do que aconteceu, eles não conseguiram assimilar positivamente o ocorrido. Eles sabem tudo um do outro pelo simples fato de que entre eles já existiu muito amor, no entanto, esse sentimento se transformou num angustiante desejo de liberdade de uma historia que necessita de um final.

Somos suspeitos de um crime perfeito

Nesse momento muda-se o sentido da palavra crime! Agora, o crime perfeito a qual o eu lírico está falando, é o amor. Tal sentimento pode ser descrito como um crime perfeito pelo fato de que quando se está amando, o Mundo torna-se algo assustadoramente maravilhoso! No entanto, o amor faz as pessoas criarem uma ilusão de que a felicidade pode ser mantida em uma continuidade. Mas todo mundo sabe que o amor machuca e que ele faz os indivíduos perderem a capacidade de agir com a razão.

Amar é uma coisa que todo ser humano necessita, pois amando se pode adquirir a maturidade de entender como se dá uma relação entre indivíduos. O amor traz experiências de vida boas e ruins, por isso é um crime perfeito, porque mesmo sabendo que poderão se machucar, as pessoas continuam a amar. É preciso entender que se alguém não for capaz de conhecer o que é mau, não poderá saber o que é bom.

Mas crimes perfeitos não deixam suspeitos

Quando o eu lírico afirma que “crimes perfeitos não deixam suspeitos” ele está querendo dizer, que o fato de o relacionamento entre ele e a mulher em questão, não ter tido um fim, ou mesmo uma continuidade, os tornam parte de um crime (amar) que não pôde ser perfeito. Não foi perfeito pelo fato de que mesmo anos depois de ter ocorrido, eles ainda sentem-se presos ao carma ruim desse relacionamento inacabado.

Pra ser sincero não espero que você me perdoe, por ter perdido a calma por ter vendido a alma ao Diabo

Esse trecho da canção retrata o ato do adultério cometido pelo eu lírico. Ele sabe da gravidade do seu erro. Podemos identificar isso através da analogia que ele faz com a simbologia do mal relacionada à figura do Diabo.

Vejamos o que a Bíblia Sagrada Cristã fala sobre o adultério, aí vocês decidem se concordam ou não comigo.

- O adultério é terrível porque cria circunstâncias e consequências que não podem ser alteradas e magoa muitas vítimas inocentes. Qual é então a razão porque um homem comete adultério? Um homem está inclinado e disposto a infligir angústia e sofrimento à sua esposa, aos seus filhos e outros, e a violar importante princípio moral contra ele próprio simplesmente porque inclina o seu ouvido e obedece à sugestão do Diabo (Provérbios 7:1-5; 23:27-28).

Um dia desses num desses encontros casuais, talvez a gente se encontre, talvez a gente encontre explicação

Nesse trecho, o eu lírico novamente exalta seu desejo de por um ponto final na situação. Que em um dia nesses encontros casuais da vida, numa dessas conversas do destino, eles possam finalmente chegar a um consenso. Ele espera que ela o perdoe definitivamente e também que ele um dia possa entender por que fez o que fez. Só quando forem resolvidas tais questões, ambos poderão viver sem receios do passado.

Um dia desses num desses encontros casuais. Talvez eu diga: minha amiga, pra ser sincero, prazer em vê-la! Até mais!

Que nesses encontros proporcionados pelos caminhos do viver, ele finalmente possa olhar verdadeiramente para ela como uma simples conhecida e uma amiga. Sem mágoas, sem dor, sem choro, sem culpa! Que elas possam enfim viver libertos do peso dessa história.

Comentários

  1. Quando se acaba e se esquece de verdade, a pessoa amada tem a mesma representação de um transeunte que esbarramos em uma rua movimentada. Pra não sofrer, o ideal é mesmo não esperar mais do que educação... um oi já é o bastante.

    ResponderExcluir
  2. Como disse a Flávia aí, acabou. A outra pessoa passa se ser neutra , tanto faz está perto ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo Elaine! Mas eu acredito que quando se sentiu um amor verdadeiro, a pessoa fica marcada! Não da pra esquecer nem em duas vidas! Mesmo tendo terminado o relacionamento de forma ruim :3

      Excluir
    2. Concordo. Fica a marca. Tentamos esquecer de qualquer maneira, até que percebemos que certas coisas não têm como ser esquecidas e aprendemos a conviver com as lembranças.

      Excluir
    3. Perfeita a sua colocação Bruno MB. Resumiu muito bem!

      Excluir
  3. Muito boa a explicação do texto em relação à música. Mas em questão do "amor"as vezes temos a certeza de que era amor, mas a coisa é tão doentia que foge do controle. Vc supera e parte pra outra, mas jamais se esquece dos fatos ocorridos, sejam eles bons ou ruins. Mas penso que o amor de verdade não machuca dessa forma,e não se trata de posse assim como a paixão que por vezes se confunde com amor. Já tive uma paixão avassaladora que pensei ser realmente amor, e sofri com a separação por dois anos, até que me abri pra outro alguém e descobri o que realmente é amor, leveza na alma e cumplicidade até nos pensamentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. A tenho que concordar contigo no fato da coisa fugir mesmo do controle, eu entendo perfeitamente. Também já passei por casos que realmente eram só paixão, mas eu passei por um que eu sofri muito, mas até hoje eu tenho certeza de que era amor de verdade. Creio que a gente vá entendendo em que errou e assimilando melhor os fatos. Por fim, fico feliz que esteja bem, todos merecemos esse amor que você encontrou. Abraços.

      Excluir
  4. A priori, parabéns! adorei a análise que vc fez da música! e "Pra ser sincera" eu imaginava uma traição, mas não tinha a certeza, porém, depois da sua análise me convenci.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um de nós pode perceber/sentir uma música de maneira diferente, mas às vezes conseguimos captar visões análogas. é o nosso caso! Obrigado pelo elogio e é um prazer ajudar as pessoas de alguma maneira ^^

      Excluir
  5. Essa análise...
    Bom trabalho, me ajudou muito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amigo. Fico feliz em ter o ajudado ^^

      Excluir
  6. Cara, perfeita análise dessa letra!
    Parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Ana Paula. Fico imensamente grato pelo comentário positivo.

      Excluir
  7. Análise perfeita da canção.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que gostou caro leitor (a).

      Excluir
  8. Parabéns!Também quero ter esse poder de interpretação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada um sente a música de uma maneira. Só o próprio Humberto poderia nos dizer realmente do que se trata, assim cada versão que você mesmo imaginar será a verdadeira. Abraços amigo.

      Excluir
  9. Eu acho que o ato que foi cometido pelo eu lírico foi uma agressão. Se tornou um crime sem castigo porque ela não o denunciou. No trecho "Pra ser sincero não espero que você me perdoe, por ter perdido a calma, por ter vendido a alma ao Diabo", demonstra que foi uma agressão e violenta pois "perdeu a cabeça".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido também! Mais uma possível versão para a canção, isso que é bacana. Cada um de nós a enxerga de um modo. Abraços leitor (a)

      Excluir
  10. Aconteceu com um amigo meu, mas não terminaram em briga, e sim pq ela era jovem demais.Depois de tantos anos aconteceu um beijo mas ambos eram casados, e agora, para por ai ou continua pra ver o que vai acontecer...pois, o que irá acontecer não aconteceu antes???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem Cyber e Bruxinha, é algo bem subjetivo, pois agora ambos tem toda uma relação construída com outros parceiros. Caso continuem a se ver frenquentemente e possam nutrir um sentimento ainda mais forte depois desse beijo, as coisas podem mudar. Mas veja, já são casados, seria muito arriscado largar tudo e se aventurarem em uma relação. Não estou julgando o que é certo ou errado, apenas sendo realista. Espero que ambos façam uma escolha feliz. Grande abraço!

      Excluir
  11. Impressionantes análises das músicas do Humberto Gessinger.
    Parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

EXTRAINDO SIGNIFICADOS: COMO NOSSOS PAIS - BELCHIOR/ELIS REGINA

EXTRAINDO SIGNIFICADOS: ROOKMAAKER - PALAVRANTIGA