FELICIDADE PLENA


Por: Djane Assunção - @mestre_djane

Tudo passa, disso tenho certeza. Passa como a onda que bate no quebra mar, ou como a impureza de um copo de álcool no bar. O difícil não é buscar sentido para a vida e sim vê-la passar enquanto sua presença se faz esquecida. Estamos sempre à procura de felicidade plena, mas essa felicidade que buscamos jamais poderá ser alcançada. Assim como a tristeza, ela é fruto do momento em que cada indivíduo se encontra. Tornar esses momentos felizes e frequentes é estar em harmonia com o “feliz” que tanto se busca.

Caso a felicidade fosse algo que pudéssemos alcançar e depois manter em uma continuidade eterna, seria como abrir a porta que divide o tédio da loucura. E a tristeza? Não a buscamos como fazemos com a felicidade, contudo, ela está sempre presente no nosso cotidiano e em muitas vezes até com um alto grau de frequência. Isso acontece porque no caminho em busca da harmonia antes citada, estão às decepções de não a conseguir e é aí que entram em cena os momentos tristes. Como os seres humanos estão sempre em busca de algo que os traga a desejada felicidade, são constantemente visitados pela tristeza.

Diante esse universo, há um sentimento responsável por todos esses conflitos. O sonho é um dos, senão o grande motivo da existência entre tristeza e felicidade que os indivíduos tanto se contradizem. Sem ter algo pelo que lutar é o que faz as pessoas serem esquecidas e se verem no ápice da desilusão.

O copo está meio cheio ou meio vazio? Se você tem atitude suficiente para saciar seus desejos e realizar seus sonhos, você é digno de ter momentos felizes. O copo está meio cheio ou meio vazio? Essa pergunta só será respondida por aqueles que creem que sua vida tem um propósito, o de lutar pelo que se quer e consequentemente poder desfrutar de muitos momentos felizes.

E a tristeza? Bem, essa é só mais um galho seco em uma árvore florida que logo cai, dando oportunidade para que novos brotos possam nascer, cabe a cada um de nós sabermos podar e regar bem nossa árvore.

Inscreva-se no canal do blog: http://bit.ly/2uO3Fbe
Segue também no Insta: @abstra_pensa ou http://bit.ly/2vNZWrk
Passa na página do Facebook: https://www.facebook.com/abstrapensa

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A LETRA DA MÚSICA: COMO NOSSOS PAIS - BELCHIOR/ELIS REGINA

DESGESSINGERIANDO: PRA SER SINCERO - ENGENHEIROS DO HAWAII

EXTRAINDO SIGNIFICADOS: FÁTIMA - RENATO RUSSO/CAPITAL INICIAL