DESGESSINGERIANDO: SOMOS QUEM PODEMOS SER - ENGENHEIROS DO HAWAII


Posso até parecer meio doido e meio ideologista, contudo essa foi a análise que eu senti ao escutar a canção atentamente (:

Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão 

Aqui o eu lírico da canção está refletindo quanto ao fato da perda da inocência e da ingenuidade. Acreditar que as nuvens são de algodão seria uma forma de dizer que ele estava enganado sobre determinado assunto, que seu conhecimento até o momento era muito limitado. 

Um dia me disseram que os ventos às vezes erram a direção

Continuando a reflexão do verso anterior, a partir do momento que ele descobre que certas coisas que ele sempre acreditou ser verdade, não são, ele adquire conhecimento e esse conhecimento o faz perceber a vida de outra maneira. Nem sempre as coisas acontecem como nós imaginamos. 

Obs. 1: Ele utiliza uma analogia que faz referência à perda da inocência de uma criança que está descobrindo o mundo de verdade, suas fantasias e abstrações que são características do mundo infantil. No entanto, a letra não é relacionada a uma criança, isso apenas foi usado para situar melhor o contexto do que o eu lírico quer dizer. 

E tudo ficou tão claro, um intervalo na escuridão, uma estrela de brilho raro, um disparo para um coração

Coisas que o faziam surpreender-se já não tem mais o mesmo encanto. Por exemplo: Quando gostamos muito de uma mágica ela nos fascina, mas a partir do momento que descobrimos o segredo do truque, se perde todo o encanto. Uma estrela pode mais nem existir, porém ainda vemos seu brilho por conta da enorme distância que a luz percorre para chegar até nós. Ou seja, ao descobrir certas verdades ele se sente em certo ponto decepcionado, porém entende que saber como as coisas são de fato foi o motivo que o libertou da ignorância. 

A vida imita o vídeo, garotos inventam um novo inglês, vivendo num país sedento, um momento de embriaguez 

Agora que fiz toda a base para o entendimento da canção, entrarei no aspecto mais complexo da letra. Acredito que a canção seja uma crítica ao sistema capitalista, a manipulação midiática e ao consumismo exacerbado das pessoas. 

Obs. 2: Á década de 80, na qual se enquadra o contexto histórico da canção (A canção é de 1988), foi uma época chamada de “Década perdida”, para a economia brasileira em termos de crescimento econômico e qualidade de vida social. As pessoas tendem a acreditar que a vida imita a arte, que devemos ser igual a “parcial mentira” que a televisão consumista tenta impor sobre a sociedade através das suas ferramentas de persuasão. Acredito que o Humberto faz uma crítica ao estilo de vida da época. 

Obs. 3: Na década de 80, o Brasil estava conturbado. Fatores políticos, econômicos e culturais ecoavam no pensamento e ações das pessoas. Um exemplo disso foi em 84, no movimento político democrático conhecido como Diretas Já, que foi um levante político com grande participação popular. Portanto, a sociedade estava vivendo um momento de embriaguez. Era um país sedento de novas reformas e melhores condições de vida. 

Obs. 4: Garotos inventam um novo inglês é a forma como talvez o Humberto faça uma crítica aos diversos termos consumistas e produtos estrangeiros que invadiram a cultura brasileira. Influenciados principalmente pelo rádio e a televisão que eram o um principal meio de disseminação da cultura pop da época, com enorme força sobre a mobilidade e manipulação da informação. A música brasileira foi envolvida por palavras em inglês, produtos materiais e culturais estrangeiros (Principalmente americanos), invadiam o país, e entre tantas outras coisas relacionadas, um exemplo disso são termos consumistas que vigoram até hoje. Coca Cola, Macdonald e por aí vai. 

Somos quem podemos ser sonhos que podemos ter 

Quando adquirimos consciência crítica por meio do estudo e do conhecimento, podemos nos impor diante de um sistema que tenta a todo tempo impor valores e preceitos consumistas.

Um dia me disseram quem eram os donos da situação sem querer eles me deram, as chaves que abrem essa prisão 

Quando entendermos quem está por trás do poder (As classes dominantes – Sugiro que leiam sobre as teorias e correntes Marxistas) percebemos que a sociedade é fruto das relações humanas e da política que envolve um sistema onde vigora o poderio do capital. A partir daí, aprendemos que as coisas não são as maravilhas que uma criança fantasia em ser, por exemplo. 

E tudo ficou tão claro o que era raro ficou comum, como um dia depois do outro, como um dia, um dia comum 

Tudo agora é tão claro que passa a ser impossível fugir da realidade, voltar a ter o bom encanto de um inocente.
 ... 

Quem ocupa o trono tem culpa, quem oculta o crime também, quem duvida da vida tem culpa, quem evita a dúvida também tem 

As classes dominantes possuem uma culpa determinante para a inserção da desigualdade social provocada pelo sistema. Porém, a educação é a solução para nos livramos da alienação, para isso os governante devem investir em uma maior qualificação do sistema estudantil, caso contrario estarão ocultando o crime (O direito ao conhecimento de qualidade). 

Quem ignora a existência de uma manipulação comunicacional massiva, uma política social em detrimento do acumulo egoísta de capital, também tem culpa. 

Quem não busca entender como se dão as relações humanas e aperfeiçoar suas condições intelectuais a fim de não ser mais uma marionete social, também tem culpa.

Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter

Mesmo sendo bombardeados pelo jogo social que o capitalismo nos faz presenciar cotidianamente, temos total liberdade para buscarmos conhecimento e sermos cidadãos ativos que correm atrás dos seus sonhos com honestidade e com consciência do nosso papel na engrenagem social.

4 comentários:

  1. Simplesmente perfeita essa análise.

    ResponderExcluir
  2. Olá. Agora li seu comentário mas acredito que o novo inglês se refere a classe dominada sim, mas a ideia do Ebonics. Um novo inglês criado pelos jovens afro-americanos que influenciava a musica da época e até hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ótimo! Vou ler mais sobre o tema e possivelmente atualizar essa análise, caso ache pertinente. Muito enriquecedor seu comentário. obrigado!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.